Emoção e depoimentos sobre o fim de uma espera marcaram evento. Beneficiados falam em realização de sonhos.

Marcos Cardial

Dona Jordilina Alves dos Santos, 73 anos, aguardou cerca de 21 anos pelo documento do imóvel na Rua 33. Na noite de sexta-feira (01.set.2023), ela foi a primeira moradora do Bairro Nossa Senhora Aparecida (Loteamento Aeroporto IV) a receber das mãos do prefeito Gustavo Melo (PSB) o título de regularização fundiária urbana do meio do Programa Casa Legal. O evento reuniu dezenas de moradores e integrou a Semana da Regularização Fundiária Solo Seguro. Cerca de 315 famílias foram beneficiadas nesta etapa.

 

Mesmo com dificuldade de locomoção, Dona Jordilina fez questão de ir ao evento para realizar o sonho de ver o seu imóvel, o primeiro edificado na Rua 33, documentado. Ao receber o documento das mãos do prefeito Gustavo Melo, ela não conteve a emoção.

 

“Foram 21 anos de espera. Hoje [sexta-feira] recebi o documento da minha casinha. A rua era só mato, um trieiro. Realizei meu sonho. Deus é maravilhoso e recebi a escritura da minha casinha. Nem esperava. Fiz questão de vir. Estou feliz demais e creio que todos estão também. É um documento para sempre. A casa é minha, graças a Deus. Levo essa alegria no meu coração”, disse ela.

 

Morador da Rua D, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, Severiano Ferreira de Sousa aguardou 18 anos para receber o documento do imóvel. “Eu nunca tive o documento. Para mim é bom demais. É uma iniciativa muito boa. Sou aposentado e ganho um salário mínimo. Não teria condições de documentar. Tenho o maior prazer de dizer que agora o terreno é meu, registrado no meu nome”, citou.

 

Há sete anos morando na Rua 32, Gilseni Maria de Jesus, conta que o momento foi muito especial. “A gente já esperava há muito tempo por esse documento. Me sinto privilegiada. É importante, porque não teria condições de pagar. Sinto uma alegria imensa. Momento muito especial para mim e minha família. A espera [pelo documento] chegou ao fim”, comemorou a moradora.

 

O prefeito Gustavo Melo (PSB) coordenou as primeiras entregas. Ressaltou o empenho da equipe do Núcleo de Regularização Fundiária e ressaltou que o dia foi de ‘corrigir erros históricos’ com a criação de bairros sem qualquer preocupação com a regularização dos imóveis. O chefe do Executivo destacou a importância do documento às 315 famílias beneficiadas pelo Programa Casa Legal, criado em sua gestão para regularização de imóveis em Alto Araguaia.

 

“Vocês não têm ideia do quanto é bom estar aqui hoje com vocês entregando esses documentos. Não existe nenhum outro documento na cidade mais forte que esse. Cada família que está aqui representa um sonho, uma conquista, um desejo. Estamos entregando mais que títulos. Estamos realizando sonhos”, discorreu.

 

Participaram da cerimônia no Bairro Nossa Senhora Aparecida os secretários municipais Welton Vilela (Finanças); Milton Lima (Obras e Infraestrutura); Manoelito Rezende (Administração); Priscila Dourado (Assistência Social); Eva Carmem (Educação); Manoela Nunes (Saúde); oficiala registradora do Cartório do 1º Ofício, Suelene Cock Corrêa; Mauro de Oliveira Santos (representando o juiz Dr. Adalto Quintino da Silva) e os vereadores Marilzan Nunes, Clodoaldo Fernandes, Marcos Nunes e Ricardo Barbosa.

Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1 Gallery Thumb 1

LEIA MAIS