Conheça as belezas de Alto Araguaia


TURISMO

 

O cenário araguaiense é composto por praias, corredeiras, grutas, exuberantes saltos e fantásticas cachoeiras, formando-se assim um verdadeiro e magnífico santuário. Não poderíamos deixar de citar, as mais importantes peças desse santuário ecológico, a nascente do rio Araguaia.

 

 

Cachoeira do Pedrisco

Cachoeira do Pedrisco

O Rio Araguaia, principal afluente da margem esquerda do Tocantins, nasce no Município de Alto Araguaia (MT), na Serra do Caiapó, a uma altitude de 850 m, próximo ao Parque Nacional das Emas, divisa de Goiás e Mato Grosso, e corre para o Norte, desaguando na margem esquerda do Rio Tocantins, em São João do Araguaia, na divisa dos estados de Tocantins e Pará, num total de 2.115 km de extensão. Divide os Estados de Tocantins e Mato Grosso, Tocantins e Pará, e Goiás e Mato Grosso, onde se bifurca para formar a ilha do Bananal, passando seu braço direito a ser chamado de rio Javaés. É um rio de planície, muito largo e pouco profundo, com pequenas quedas e corredeiras e águas turvas. Sua largura máxima é de 1.600 km e é navegável durante a cheia por cerca de 1.300 km, de Aruanã (GO) a Araguacema (TO).

 

Foi responsável pelo desbravamento do Centro-oeste e conta com uma fauna e flora muito extensa e diversificada. É considerado um dos rios mais piscosos do mundo, o que atrai pescadores do mundo inteiro, profissionais e amadores que encontram os maiores bagres das Américas, piraíbas, surubins, tucunarés e pirarucu, o maior peixe de escamas dos rios brasileiros. A melhor época para a pescaria é de setembro a abril e só é permitida com molinete ou vara e para peixes com até 30 kg.

 

Salto das Três Quedas

Salto das Três Quedas

A pesca é proibida durante a piracema, período de reprodução dos peixes, de outubro a fevereiro. O início da temporada de pesca é em fevereiro e a alta temporada do Araguaia é em julho. Em toda sua extensão, existem excelentes hotéis e pousadas. No extremo Nordeste de Mato Grosso, o rio divide-se em dois braços, pela margem esquerda o rio Araguaia e pela margem direita o rio Javaés, por aproximadamente 320 km, formando a ilha de Bananal, maior ilha fluvial do mundo, onde estão várias aldeias Carajás. Durante a seca oferece diversas praias muito procuradas pelos turistas. A Cidade de Aruanã é o principal portão de entrada para o Rio Araguaia.

 

Seu curso é dividido em Alto Araguaia, das nascentes até a cidade de Registro do Araguaia, numa extensão de 450 km; Médio Araguaia, de Registro do Araguaia até a cidade de Santa Isabel do Araguaia, numa extensão de 1.505 km e Baixo Araguaia, de Santa Isabel até a foz, numa extensão de 160 km. Entre Aruanã (GO) e Conceição do Araguaia (PA), o fundo arenoso limita a navegabilidade no período de estiagem.

CACHOEIRAS

Cachoeira dos Padres

– Cachoeira dos Padres: Queda do Rio Araguaia, a 500 m do centro da cidade;

 

– Cachoeira do Rio Araguaia: Queda do Rio Araguaia, a 3 km do centro da cidade;

 


Cachoeira do Estádio Bilinão: Queda do Rio Araguaia, a 3 km do centro da cidade;

 

 

Couto Magalhães

– Cachoeira Couto Magalhães: Queda do Rio Araguaia, a 35 km do centro da cidade;

 

– Cachoeira da Onça: Queda do Córrego da Água Emendada, a 41 km do Centro;

 

– Cachoeira do Paraíso: Queda do Rio Paraíso, a 45 km do Centro;

 

– Cachoeira das Orquídeas: Queda do Córrego Rico, a 46 km do Centro;

 

 

– Cachoeira da Água Emendada: Queda do Córrego da Água Emendada, a 62 km do Centro;

 

 

– Cachoeira do Sonho: Queda do Rio Araguainha, a 67 km do Centro.

 

RELEVO:

Gruta da Gota Santa: Rodovia MT-100, a 66 km do centro da cidade;

 

 

 

– Loca do Rio Araguaia

 

 

Serra Vermelha: Formação montanhosa que oferece vista panorâmica da região, é propícia aos esportes radicais, localizada a 50 km do centro da cidade.

 

– Serra Preta: Formação montanhosa que oferece vista panorâmica da região, localizada a 100 km do centro da cidade.

Outros: Não poderíamos deixar de destacar: o Córrego da Água Emendada, o Rio Paraíso, o Córrego Rico e o Rio Araguainha.