Prefeitura >> SEADS - Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social

SEADS - Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social

Priscila Dourado Martins

Priscila Dourado Martins

A primeira dama do município, Priscila Dourado Martins, 25 anos, nasceu na cidade de Mineiros (GO) e logo se mudou para Alto Araguaia. Frente à pasta, a secretária prioriza os trabalhos na Assistência Social de forma humanizada e eficaz. Priscila possui formação superior em enfermagem.

 


 

Endereço: Rua Antonio Aires Fávero nº 548 - Centro

Telefone: (66) 3481-2294

E-mail: assistenciasocialaltoaraguaia.mt@hotmail.com

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Seads) de Alto Araguaia, é responsável pela Política Pública de Assistência Social, a realizar de forma integrada às políticas setoriais, considerando as desigualdades sócio-territoriais, visando seu enfretamento, à garantia dos mínimos sociais, ao provimento de condições para atender contingências sociais e à universalização dos direitos sociais. Sob essa perspectiva, tem por objetivo prover serviços, programas, projetos e benefícios de proteção social básica e, ou, especial para famílias, indivíduos e grupos que deles necessitarem; contribuir com inclusão dos usuários e grupos específicos ampliando o acesso aos bens e serviços socio-assistênciais básicos e especiais, em áreas urbanas e rurais; assegurar que as ações no âmbito da assistência social tenham centralidade na família e que garantam a convivência família e comunitária.

A Rede de Proteção Social de Assistência Social está hierarquizada em Rede de Proteção Social Básica e Especial e tem dois níveis de complexidade: (média e alta complexidade), no processo de proteção, por decorrência do impacto desses riscos no individuo e em sua família. Desta feira, a Rede de Proteção Social Básica tem como objetivo prevenir situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, contribuindo para inclusão social e autonomia da família, de seus membros e de indivíduos, bem como reduzir índices de eventos. Já a Rede de Proteção Social Especial, é a modalidade de atendimento às famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social em decorrência de abandono, maus tratos físicos e psíquicos, abuso sexual, uso de substancias psicoativas, cumprimento de medidas sócio-educativas, situação de trabalho infantil, entre outras.

 

PROGRAMAS E PROJETOS

CRAS – Centro de Referência de Assistência Social (proteção social básica): unidade pública responsável pela oferta de serviços continuados de proteção básica social às famílias, grupos e indivíduos em situação de vulnerabilidade social. Objetivo: prevenir situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

PAIF – Programa de Atenção Integral à Família (proteção social básica): serviços continuado desenvolvido nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), com atendimento socioassistencial, articulando os serviços disponíveis em cada localidade, potencializando, coordenando e organizando  a rede de proteção social básica intersetorialmente com políticas de qualificação profissional, inclusão produtiva, cooperativismo e demais políticas publicas e sociais em busca de melhores condições para as famílias com recursos do Governo Federal e Municipal.

Programa Bolsa Família (proteção social básica) objetivo é transferir renda diretamente, recurso federal, com condicionalidades para beneficiar famílias (com renda mensal por pessoa de R$ 60,01 a R$ 120,00) e extremamente pobres (com renda mensal por pessoa de até R$ 60,00). O IGD (índice de Gestão Descentralizado) do Programa Bolsa Família assegura recursos para o cumprimento das condicionalidades na saúde e educação e atualização do CADÚNICO.

Programa Municipal Feijão no Fogo (proteção social básica) -  Criado em 2003, o programa social destina mensalmente R$ 91 reais, para as famílias que residem em Alto Araguaia, com renda de até um salário mínimo, conforme termos da Lei nº 2.297, de 11 de março de 2008. Atualmente cerca de 1.114 famílias são beneficiadas pelo Feijão no Fogo.

Benefício de Prestação Contínua (BPC) – Devido à pessoa com deficiência e Idoso), repassar recursos financeiros destinados ao custeio do benefício de Prestação Continuada aos benefícios idosos e pessoas portadoras de deficiência com renda per capita de até ¼  do salário mínimo com recurso federal.

Grupo da Melhor Idade de “Frente Pra Vida” (proteção social básica): atender idosos acima de 60 anos, independente promovendo a integração do idoso na comunidade, nas ações coletivas, estimulação da participação dos idosos nas atividades recreativas e culturais, incentivando sua auto-estima, melhoria na qualidade de vida, promover a convivência social, cidadania, resgatando o convívio com a sociedade com recursos estadual e municipal.

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - O objetivo é retirar as crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, de todas as formas de trabalho infantil, mantê-los na escola e promover a inserção social de suas famílias por meio de transferência direta de renda e atividades complementares em jornada ampliada, em parceria com diversos setores dos Governos Federal, Estadual e Municipal.

Casa de Apoio da Criança e do Adolescente - Tem como objetivo propiciar atendimento à criança/adolescente em situação de vulnerabilidade ou exclusão social, vítimas de abandono familiar, pessoal e social com vistas á sua inclusão, autonomia e independência, através do abrigamento com recursos federal e municipal.

PROGRAMA DE ATENÇÃO Á PESSOA IDOSA/ABRIGO PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE ALTA COMPLEXIDADE Instituição de longa permanência “Lar Tia Nega”. OBJETIVO: Propiciar atendimento a idosos em situação de vulnerabilidade e exclusão social, oferecendo-lhes oportunidade para seu fortalecimento familiar, pessoal e social, com vistas a inclusão Social.

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXPECIONAIS (APAE) - Oferece atendimento multidisciplinar ás pessoas portadoras de deficiência, visando à habilitação e reabilitação das pessoas portadoras de deficiência e a promoção de sua integração na vida comunitária, bem como estimulação precoce a criança com distúrbios genéticos ou adquiridos.

 


 

CRAS - CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL


Rua Vereador João Ferreira - Bairro: Nossa Senhora Aparecida
(66) 3481-3037
crasaltoaraguaia@hotmail.com

SCFV - SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS


Rua Vereador João Ferreira - Bairro: Nossa Senhora Aparecida
(66) 3481-2914
crasaltoaraguaia@hotmail.com

ASILO "LAR TIA NEGA"


Rua Maria Leocadia - Bairro Dom Bosco
(66) 3481-2065
ilp_aaia@hotmail.com

Sistema Nacional de Emprego (SINE)


Rua Antônio Aires Fávero, nº 386 – Bairro Centro
(66) 3481-2946
altoaraguaia_sine@sepecs.mt.gov.br

ACESSUAS TRABALHO


Rua Antônio Aires Fávero - Centro (Anexo à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social)
(66) 3481-2294
katia.menzotti@hotmail.com

CONSELHO TUTELAR


Rua João Segundo, 284 – Bairro Alvorada (Anexo a Secretaria Municipal de Educação)
(66) 3481-1889
conselhotutelar.aia@hotmail.com

CASA DE APOIO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (ABRIGO)


Rua Severino Botelho de Melo - Centro
(66) 3481-3206
rosildahelenacoordenadora@gmail.com

Secretarias

SAD - Secretaria Municipal de Administração
SEMED - Secretaria Municipal de Educação
SINTRAF - Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura, Transporte e Frotas
SMS - Secretaria Municipal de Saúde
SEMEL - Secretaria Municipal de Esportes, Cultura, Lazer e Turismo
SEAMIC - Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente, Industria e Comércio
SEFP - Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento