Os chamados bloqueios contra a dengue, zica vírus e Chikungunya foram intensificados em Alto Araguaia (MT). O trabalho realizado com apoio dos Agentes de Combate às Endemias, ligado ao setor de Vigilância em Saúde, acontece estrategicamente quando há casos notificados ou confirmados para as doenças. Até o final de abril, o município registrou 162 notificações para dengue e 06 para Chikungunya.

O aumento no índice de focos do mosquito Aedes Aegypti está relacionado com o fim do período chuvoso e a elevação das temperaturas, além da falta de cuidado nos quintais e terrenos. De acordo com a Vigilância, foram encontradas larvas em pneus, móveis velhos abandonados e objetos com acúmulo de água parada, locais que colaboram para proliferação do mosquito.

Com a pesquisa larvária, a nebulização acontece num raio de 300 metros onde há casos suspeitos ou confirmados. No bloqueio é utilizado um biolarvicida, que não afeta a saúde humana nem de animais domésticos. O trabalho já foi realizado em pontos dos bairros Gabiroba, Aeroporto, Centro, Atlântico, Nossa Senhora Aparecida, Cohab e Boiadeiro.

“Cada cidadão é igualmente responsável. Se cada um fizer a sua parte na limpeza semanal dos quintais e principalmente de terrenos baldios, eliminando os focos, iremos erradicar os casos e teremos mais saúde e qualidade de vida”, conclama o secretário de Saúde, Cleomar Vilela.

Ainda, de acordo com o secretário, o número de casos notificados deve diminuir nos próximos dias, visto que o maior pico de proliferação se concentra no período de estiagem. “Os casos aumentaram assustadoramente em todo o país. É importante ressaltar que a doença está presente durante todo o ano e que não podemos relaxar. As medidas de prevenção com limpeza devem ser constantes”, finaliza.

LEIA MAIS