$urlimagem[0]

Alto Araguaia, MT – “De Cuiabá pra cá fiz muita ponte. Fiz uns 10 carros de boi, vendia pros fazendeiro”. O relato do Senhor Agenor Romualdo Pereira, 101 anos, nascido em fevereiro de 1912, é apenas uma das várias narrativas, vivências e lembranças da história do município Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) contadas no livro “Memórias da Melhor Idade”, de autoria de Leandro Rodolfo Resende. O lançamento aconteceu na noite de sexta-feira (15.02) na Câmara de Vereadores. [caption id="attachment_18538" align="alignleft" width="319"]Prefeito Maia Neto prestigiou o lançamento do livro Prefeito Maia Neto prestigiou o lançamento do livro[/caption] O livro disposto em 283 páginas traz o relato de 34 entrevistados. A principal característica da obra são as vivências, experiências e experimentações de cada personagem intrinsecamente ligado com a história do município de Alto Araguaia. São relatos engraçados, tristes e felizes que remontam um século de história como é o caso do Senhor Agenor Romualdo Pereira, que chegou a Alto Araguaia com 26 anos. Foram impressos 500 exemplares, sendo que 250 foram doados para o Grupo da Melhor Idade de Alto Araguaia. A renda com a venda dos livros será destinada ao próprio Grupo. O projeto começou a ser desenvolvido há dois anos. O autor Leandro Rodolfo Resende é nascido em Alto Araguaia. É professor de língua portuguesa. Formado em letras pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). É pós-graduando em Estudos Literários. Uma das características marcantes do livro foi manter a fidelidade das histórias contadas pelos personagens. O objetivo foi representar fielmente o modo como a narrativa foi exposta. “A ideia é de deixar registrado em um livro a vida dessas pessoas para eternizar o que elas viveram. Esse projeto foi realizado com o intuito de deixar registrado para as próximas gerações as experiências de pessoas vivem e criaram suas famílias em Alto Araguaia. 80% dos entrevistados são integrantes do Grupo da Melhor Idade de Alto Araguaia”, disse Leandro Rodolfo. Sua intenção é de lançar o volume dois trazendo novos personagens. O prefeito Maia Neto (PR) acompanhou o lançamento da obra bem como a noite de autógrafos. O chefe do executivo, por sinal, é mencionado de maneira carinhosa na página 54 pelo entrevistado João Batista de Souza. “Li trechos da obra. Ficamos muito felizes em ver o Grupo da Melhor Idade cada vez mais unido. É um compromisso da nossa administração construir a sede da Melhor Idade. Terei uma audiência com o governador [Silval Barbosa] na próxima semana e tratarei do assunto diretamente com ele. Tenho convicção que vamos construir essa sede. Ao autor do livro, o Leandro, que escreva outras obras como essa. Tenho em mãos um precioso material histórico de Alto Araguaia”, destacou Maia Neto. O vice-prefeito Américo Alves Filho (PSD) também marcou presença ao evento de lançamento e reforçou as palavras do prefeito Maia Neto acerca da importância histórica da obra, bem como o compromisso da administração em construir a sede da melhor idade em Alto Araguaia. “Na nossa administração verão esse centro construído”, ressaltou. A secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Sandra Paniago, reforçou a importância da obra para o grupo bem como agradeceu ao autor pela doação dos volumes. “São histórias incríveis. O Grupo, a prefeitura e a Ação Social estão muito agradecidos. Obrigados a todos”, resumiu. O evento contou ainda com a participação da secretária de Educação Abilene Bastos Queirós, vereadores Gustavo Melo (PSD), Evanilson Fagundes, Nelcy Pio Peron e Guilhermino Berigo (todos do PT), autoridades civis e militares, familiares e amigos. Foto: Marcos Cardial

LEIA MAIS