Aline Almeida

Qualidades e defeitos fazem parte de todos os seres humanos, mas mesmo assim, ainda existem aqueles que só conseguem enxergar o que há de pior no outro e em si. Com o objetivo de trabalhar a autoestima, a empatia e o bom relacionamento entre os participantes do Grupo da Melhor Idade Vale a Pena Viver, foi desenvolvido nesta quarta-feira (03), a dinâmica da Qualidade X Defeito.

Cada integrante recebeu um papel e uma caneta para colocar uma qualidade e um defeito que acredita possuir. Ao termino, os papeis foram embaralhados e redistribuídos, onde cada idoso tinha missão de descobrir quem era o dono das características escritas.

Após a dinâmica, alguns idosos reclamaram que devido serem “bonzinhos”, muitas vezes eram feitos de bobos. A Coordenadora do projeto, Juçania Bastos, explicou que é necessário ter um equilíbrio entre os dois extremos para assim alcançar uma harmonia na vida.

Os encontros da Melhor Idade Vale a Pena Viver, acontecem quinzenalmente às 15h, após as aulas de dança da Professora Tatiana Ribeiro, no salão da Maçonaria. O próximo encontro está marcado para a próxima quarta-feira (17).

LEIA MAIS