Poderão participar da seleção estudantes de graduação dos cursos de Pedagogia, de outros cursos de Licenciatura ou de Ensino Médio na modalidade Magistério

A Prefeitura de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) publicou, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Esporte, Lazer, Cultura e Turismo, o edital para realização de processo seletivo do programa Mais Alfabetização, do Governo Federal através do programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). O edital visa a seleção de Assistentes de Alfabetização para atender à necessidade que há no município e atuarem como apoio pedagógico aos professores regulares nas turmas de 1º e 2º ano das escolas municipais e rurais da cidade. 

As inscrições são gratuitas e deverão ser realizadas até o dia 16 de maio de 2018. Poderão participar da seleção estudantes de graduação dos cursos de Pedagogia, de outros cursos de Licenciatura ou de Ensino Médio na modalidade Magistério. A divulgação do resultado dos candidatos será no dia 17 e 18 de maio. Já o programa terá início nas escolas no dia 20 de maio.

Para requerer a inscrição, o candidato deverá preencher o formulário disponibilizado no site oficial da prefeitura (www.altoaraguaia.mt.gov.br) ou na Secretaria Municipal de Educação, anexo ao paço municipal, na Avenida Carlos Hugueney, nº 552, Centro. Também estão disponíveis o edital completo e a lista de documentação necessária.

De acordo com o edital, os Assistentes de Alfabetização lotados devidamente nas escolas receberão ressarcimento para despesas com transporte e alimentação no valor de R$ 150,00 mensais por turma e poderão ter no máximo 8 turmas, podendo ainda atuar em mais de uma escola. No total, serão 6 escolas destinadas entre as municipais e rurais com 21 turmas disponíveis.

Os candidatos selecionados devem ter pontuação mais alta para prestar serviços imediatamente e os demais candidatos classificados formarão o banco de cadastro reserva. Os classificados serão chamados pela Secretaria para apresentarem os documentos comprobatórios informados na inscrição e em seguida iniciarem suas atividades.

A secretaria de Educação, Paula Fraga pontua a importância do projeto para a cidade, sem contar a facilidade de ensinar os alunos que serão beneficiados por conta do auxílio extra de um profissional em sala. “Serão quatro horas semanais por turma, não é um vínculo empregatício e sim um amigo da escola com remuneração. Para ter mais informações pode procurar a secretaria das 13h às 17 horas”, reforça a secretaria.

LEIA MAIS